Cultura By Ana

Onde você encontra os programas culturais da cidade

Maria Bethânia bombou abril 25, 2008

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 10:26 pm

Hoje e amanhâ acontece na Sala Principal do Teatro Castro Alves o show de Maria Bethânia e a cubana Omara Portuondo. Há algum tempo Bethânia não fazia show na cidade, talvez por isso semanas antes os ingressos já estavam esgotados. Mas se a cantora tem a maior fama de mal educada, porque os baianos insistem em pagar, caro diga-se de passagem, para vê-la? O porque ninguém sabe, o que se sabe é que ela se negou a falar com a imprensa que está se estapiando para filmar ou fotografar Bethânia cantando nem que seja uma nota musical. Há quem diga que toda a movimentação é por conta da Omara Portuondo, o certo ninguém sabe. O que sabemos é que mal encarada ou não, Maria Bethânia sempre será Maria Bethânia para nós baianos. O show antes de acontecer já é um sucesso!

 

Apresentação das cameratas da Osba abril 18, 2008

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 10:03 pm

As cameratas da Osba se apresentam mensalmente em locais alternativos como igrejas, associações comunitárias, museus, Ong’s, escolas, praças, hospitais, entre outros. E o que é melhor: DE GRAÇA! As apresentações fazem parte do Projeto Música de Câmara.

O Projeto Música de Câmara possibilita o acesso gratuito dos mais diversos tipos de público aos concertos, em locais onde não seria possível a presença da orquestra Sinfônica.

O projeto tem por objetivo democratizar o acesso à música erudita e popular, contribuindo para a formação de novas platéias, explorando e divulgando obras de grandes compositores escritas especialmente para o gênero de câmara e para solistas.

Fazem parte do projeto sete cameratas formadas por músicos da Orquestra Sinfônica da Bahia: Opus Lúmen, Quadro Solar, Quinteto de Metais, Duo Barroco e Bahia Sopros. Para os músicos, cada apresentação também é um exercício de aperfeiçoamento dos seus instrumentos, contribuindo ainda mais para a qualidade da orquestra como um todo.

Em breve Programação de Abril das Cameratas da OSBA.

 

 

 

Orquestra Neojibá por um real abril 4, 2008

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 10:03 pm
Tags:

Para quem está sem dinheiro e afim de uma programção de qualidade para o domingo, a dica da semana é o projeto Domingo no TCA com a Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia Dois de Julho (OSDJ) , que acontece no dia 6 de abril, às 11h, no Palco Principal do Teatro Castro Alves. Sob a regência gestor artístico da Orquestra Sinfônica da Bahia, Ricardo Castro, a OSDJ irá interpretar um repertório diversificado com obras de Beethoven, Stravinsky, Arturo Marquez, Saint-Saens, Bizet e Rossini.

Os ingressos (inteira) custam R$ 1,00 e serão vendidos individualmente no dia da apresentação, a partir das 8 horas, e com acesso imediato do público. O Domingo no TCA é uma realização da Secretaria de Cultura do Estado, Fundação Cultural e Teatro Castro Alves, com o objetivo de proporcionar à comunidade baiana espetáculos de dança, música e teatro de qualidade com ingressos a preços simbólicos.

A Orsquestra Dois de Julho (OSDJ) é a primeira orquestra do projeto Neojibá (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), lançado em setembro de 2007 com o propósito de tornar a prática orquestral uma atividade fundamental na formação ética e cultural de crianças e jovens.

Desde o início de suas atividades a Juvenil já realizou diversas apresentações públicas, no TCA, na Câmara dos Vereadores, Faculdade de Direito, vão livre do TCA, Pelourinho, ensaio aberto no Teatro ICEIA, entre outros, e já atuou sob a regência de Manuel Lopez, Paul Rodrigues, ambos enviados pelo Fesnojiv, e Ricardo Castro. Um público de mais de 2.500 pessoas pode conferir a música de concerto tocada com entusiasmo e alegria, sempre em busca da excelência, meta fundamental do projeto.

Vale muito a pena assistir e o melhor, só custa um real! Recomendo que acessem o site do TCA  ou o blog do Neojibá e conheçam melhor o grupo.

 

BTCA promove aulas e ensaios abertos ao público março 28, 2008

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 9:40 pm

Público vai poder conferir o processo de montagem dos novos espetáculos do BTCA através dos projetos “Aula com o Balé” e “BTCA Ensaia”

O Balé Teatro Castro Alves – BTCA dá seguimento em abril a suas Apresentações Públicas com a realização de dois projetos: “Aula com o Balé” e o “BTCA Ensaia”. Os projetos consistem de aulas gratuitas e ensaios abertos ao público, realizados uma vez por semana, em dias diferentes, que vão compartilhar com os interessados o processo de montagem dos dois novos espetáculos do BTCA. As ações, que acontecem nos meses de abril, maio e junho, fazem parte da nova proposta do BTCA, de se aproximar da população e contribuir com o cenário de dança do estado.

O “BTCA Ensaia” consiste de ensaios abertos ao público realizados às sextas-feiras dos meses de abril e maio, das 17h às 18h, na Sala de Ensaio do BTCA (Piso C do Teatro Castro Alves). Podem acompanhar os ensaios estudantes e profissionais de dança, além de outros interessados, que devem procurar o Núcleo de Produção do TCA (tel. 3339-8141/ 8067) para garantir um lugar ou obter mais informações. No mês de junho, o BTCA realizará os ensaios em cidades do interior do estado.

No projeto “Aula com o Balé” o público poderá acompanhar o processo de aquecimento da companhia e ter aulas de diversas modalidades de dança como balé clássico, dança moderna, dança afro, capoeira, técnica de pilates e outras que se façam necessárias. As aulas acontecem às terças-feiras dos meses de abril, maio e junho, das 13h às 14h30, na Sala de Ensaio do Balé ou em outros espaços, como o Palco Principal do TCA e a Sala do Coro. Além dos integrantes do BTCA, podem participar das aulas profissionais e alunos avançados em dança, desde que comprovem capacitação. Escolas de dança estão sendo convidadas para as aulas e outras também podem agendar sua participação. Para se inscrever, os interessados devem fazer um contato prévio com a administração do Balé (tel. 3339-8137).

Os objetivos dos projetos são possibilitar ao público um maior conhecimento da companhia, a oportunidade de ver o BTCA atuando em outras atividades além da apresentação no palco, um contato maior com o cotidiano de ensaios e aquecimentos da companhia e a oportunidade, para alunos e professores de dança, de participar de aulas de diversas modalidades de dança. As aulas e ensaios possibilitarão um contato mais próximo com o público e a formação de platéia para a dança no estado.

CRONOGRAMA

Ensaios Abertos
Sextas-feiras – 17h às 18h
Dias 4, 11, 18 e 25 de Abril.
Dias 2, 9, 16 e 23 de Maio.
Sala de Ensaio BTCA – Piso C
Informações: Núcleo de Produção do TCA (tel. 3339-8141/ 8067) e Adm. do BTCA (tel. 3339-8137).

Aulas Públicas
Terças-feiras – 13h às 14h30:
Dias 8, 15, 22 e 29 de Abril.
Dias 6, 13 e 20 de Maio.
Dias 3, 10 e 17 de Junho.
Sala de Ensaio BTCA – Piso C, Sala Principal ou Sala do Coro
Informações: Adm. do BTCA (tel. 3339-8137).

 

Lançamento do filme Abdias Nascimento março 16, 2008

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 10:10 pm

Nascido na cidade paulista de Franca em 1914, Abdias Nascimento, apesar da família pobre consegue se formar em contabilidade no ano de 1929. No ano seguinte se muda para a capital do Estado, com apenas 15 anos de idade, momento em que começa a se engajar na luta contra o racismo, fato que o leva a participar da Frente Negra Brasileira, importante instituição na luta contra a discriminação sofrida pelos negros. Em 1938 organiza o Congresso Afro-Campineiro e em 1944 funda o Teatro Experimental do Negro. Também é um dos responsáveis pela criação de políticas públicas de reparação para os afrodescendentes, além de conseguir instituir o crime de discriminação racial.

Abdias Nascimento foi o primeiro deputado federal afro-brasileiro a dedicar seu mandato contra o racismo e como senador da República continua com sua luta.

Na próxima segunda-feira, 17 de março, haverá o lançamento do documentário sobre a trajetória do movimento negro no século 20 com destaque na história do escritor e professor Abdias Nascimento, filme com direção de Antônio Olavo. Na ocasião Abdias Nascimento receberá o título Doutor Honoris Causa pela UNEB. O evento acontece na Sala Principal do Teatro Castro Alves, às 19h30, somente para convidados.

Obras Publicadas:

O quilombismo, 2ª ed. Brasília/Rio de Janeiro: Fundação Cultural Palmares/ OR Produtor Editor, 2002

O Brasil na Mira do Pan-Africanismo. Salvador: Centro de Estudos Afro-Orientais/Editora da Universidade Federal da Bahia EDUFBA, 2002 

Orixás: os Deuses Vivos da África/ Orishas: the Living Gods of Africa in Brazil. Rio de Janeiro/ Philadelphia: Intituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros/ Temple University Press, 1995.

A Luta Afro-Brasileira do Senado. Brasília: Senado Federal, 1991.

Povo Negro: A sucessão e a “Nova República”. Rio de Janeiro: Ipeafro, 1985.

Jornada Negro-Libertária. Rio de Janeiro: Ipeafro, 1984.

Axés do Sangue e da Esperança: Orikis. Rio de Janeiro: Achiamé e RioArte, 1983. (Poesia.)

Sitiado em Lagos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.

Sortilégio II: Ministério Negro de Zumbi Redivivo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. (Peça de teatro.)

O Genocídio do Negro Brasileiro. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

Sortilégio (mistério negro). Rio de Janeiro: Teatro Experimental do Negro, 1959. (Peça de teatro.)

 

Musical – Zona Contaminada em curta temporada março 14, 2008

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 11:34 pm

zona.jpgCenas que chocam, músicas de Cazuza, coreografias, referências literárias e uma atmosfera de tragédia futurista são alguns dos elementos que compõem o espetáculo Zona Contaminada, em curtíssima temporada na Sala do Coro do Teatro Castro Alves. A montagem recebeu a indicação ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria Melhor Atriz Coadjuvante para Lívia França.

Zona Contaminada retrata um mundo devastado por uma grande peste que teria contaminado seus habitantes, exceto as irmãs Beth (Denise Correia) e Carmem (Lívia França), que passam a viver refugiadas para não serem encontradas pelo Poder Central, que é uma espécie de tirania invisível que controla a vida dos habitantes e remete ao Grande Irmão, do livro 1984, de George Orwell. Sua voz é Nostradamus Pereira (Gilson Garcia), personagem de aspecto grotesco e extravagante que faz intervenções inesperadas durante o espetáculo dando informes do Poder. A forma como Nostradamus atua faz uma crítica ao sensacionalismo de alguns veículos de comunicação da atualidade.

Em meio ao ambiente de catástrofe, reforçado por um cenário composto de pichações, TV’s quebradas, metais e caixões, desenvolvido por Hamilton Lima, Beth encontra um homem supostamente não contaminado, o Homem de Calmaritá (Leonardo Freitas), que lhe revela a existência de um lugar para além da zona contaminada.

Enquanto isso, Carmem se envolve com seu amigo imaginário, o Mister Nostálgio (Agamenon de Abreu),que representa a personificação do que foi perdido com a grande contaminação, como romantismo, educação e amizade, e que a personagem sente a falta. Mais uma vez um grande clássico da literatura internacional parece ter sido referência: Admirável Mundo Novo, livro de Aldous Huxley, que possui passagens onde alguns personagens passam a sentir falta de sentimentos que existiam em tempos remotos.
Mesmo sendo desenvolvida em um ambiente futurista, a peça consegue, por meio de suas metáforas, fazer contundentes críticas a perda de valores da sociedade em que vivemos hoje. Aspecto presente também na poesia das músicas de Cazuza, que são inseridas de forma intercalada com as cenas, interpretadas pelos atores, sob a direção musical de Paulinho de Oliveira, e aliadas às coreografias elaboradas por Sivaldo Tavares.

A peça está em cartaz na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, até dia 23 de março, de seta-feira a domingo, às 20h, e o ingresso custa R$ 20,00.

 

Espetáculos festejam mês do teatro e circo

Filed under: Uncategorized — culturabaiana @ 10:20 pm

O Espaço Xisto Bahia está com uma programação especial no mês de março. Neste fim de semana, quem está em Salvador poderá aproveitar os preços populares para assistir a peças de teatro e shows de música.  
Programe-se:

– 14/03 – Cantando Veloso: A cantora Sandra Simões apresenta repertório que homenageia o músico. Às 20h

– 15/03 – E o lobou é mau?: Com direção de Fernanda Paquelet, espetáculo infantil encena julgamento do vilão. Às 16h 1

– 6/03 – Mulher Popular Brasileira: espetáculo homenageia as mulheres comuns do Brasil. Às 20h

Serviço:

O quê: Mês do Teatro e Circo no Espaço Xisto Bahia, bairro dos Barris.

Quando: De 2 a 30/03

Horário: conferir programação

Valor: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia)